Ir para conteúdo

Empresa Fácil simplifica abertura de novos negócios em Curitiba

Empresa Fácil simplifica abertura de empresas em...
Empresa Fácil simplifica abertura de empresas em Curitiba. Foto:Divulgação
Empresa Fácil simplifica abertura de empresas em Curitiba (Divulgação)
Equipe ICI: Robson, Manuel, Maximiliano, Dyonata e Joaquim
Empresa Fácil simplifica abertura de empresas em Curitiba (Divulgação)
Equipe ICI: Robson, Manuel, Maximiliano, Dyonata e Joaquim

O processo de abertura de empresas em Curitiba está mais fácil graças à implantação da Redesim. No Paraná, a Redesim ganhou o nome de Empresa Fácil e promete integrar todos os órgãos envolvidos na abertura de uma empresa em um único sistema.

No último dia 3, o ICI concluiu a primeira fase do projeto. Nesta, o sistema unifica o cadastro geral da empresa na Junta Comercial com a consulta de localização. A consulta serve para verificar se o imóvel de interesse do empreendedor comporta o negócio que ele pretende montar na região escolhida.

O secretário municipal de Urbanismo e Assuntos Metropolitanos, Marcelo Ferraz César, ressalta que, pelo sistema, o empreendedor terá um retorno em 48 horas. “Isso poupa tempo e também evita confusões, pois os empreendedores podem consultar o nome da empresa e o endereço em uma única plataforma”, explica. A consulta de localização ganhou o nome de Consulta Prévia de Viabilidade (CPV).

Para os casos em que a empresa é classificada como de baixo risco, o empreendedor segue o caminho atual. Entra na página da Receita Federal, onde faz a coleta de CNPJ, e tem seu Documento Básico de Entrada (DBE) liberado. A DBE é encaminhada para a Prefeitura de Curitiba, que libera o alvará e o CNPJ.

Nos casos de empreendimentos de alto risco, as solicitações permissíveis serão encaminhadas ao Conselho Municipal de Urbanismo, e as proibidas serão indefinidas.

O projeto

A implantação do sistema é uma medida do Plano de Governo do prefeito Rafael Greca, que pretende desburocratizar a abertura de empresas em Curitiba. Com a adesão ao programa federal Redesim, esse processo torna-se mais ágil e unificado. O projeto foi desenvolvido em conjunto pelo Instituto das Cidades Inteligentes e as secretarias de Urbanismo, Finanças e Tecnologia.

Nessa primeira fase, o Sistema de Gestão Tributária Municipal foi integrado à Redesim. Na próxima, serão também integrados o e-Saúde e o Sistema de Monitoramento Ambiental, que funcionam nas secretarias de Saúde e Meio Ambiente.

 

Fonte: Prefeitura de Curitiba

Compartilhe: