Ir para conteúdo

Richa Filho apresenta GED na Bahia

José Richa Filho, secretário de Administração
José Richa Filho, secretário de Administração

   O secretário municipal de Administração, José Richa Filho, apresentou na tarde desta sexta-feira (6), no 43º Fórum Nacional dos Secretários Municipais de Administração das Capitais (Fonac), em Salvador, Bahia, projetos e programas desenvolvidos pela Prefeitura de Curitiba nas áreas de gestão documental (GED), governo eletrônico e gestão patrimonial.
A diretora do Arquivo Municipal, Maria do Carmo Cattani e Silvana Elizabeth Recka de Almeida, superintendente da Secretaria Municipal de Recursos Humanos, acompanham o secretário Richa Filho no encontro na capital baiana.

   Richa Filho apresentou o projeto de preservação e tratamento dos documentos do Município e a nova sede do Arquivo Público de Curitiba, um dos mais modernos do país. Mostrou também os avanços nas áreas de gerência e preservação de documentos; produção e armazenamento de processos e documentos, acessibilidade da informação aos cidadãos e servidores municipais.

   O secretário destacou a importância da troca de experiências em gestão pública entre as capitais brasileiras. O programa de gestão documental e governo eletrônico da atual administração municipal de Curitiba impressionou os secretários e gestores presentes ao fórum.

   "É um intercâmbio relevante ao desenvolvimento de todos os municípios e que, conseqüentemente, instiga a reflexão de cada administração a partir das informações sobre a realidade dos outros municípios; respeitando a diversidade e diferença entre eles", disse Richa Filho.

   Um dos temas mais interessantes do fórum, segundo o secretário, foi o conceito "Qualicidade", que é baseado em 3 princípios básicos: investibilidade (concorrência entre as cidades para atrair investimentos melhorando a qualidade de vida da cidade e dos cidadãos); habitabilidade (proporcionar melhores condições de vida nas cidades) e visitabilidade (cada cidade definindo um perfil próprio para atrair a atenção de investidores e turismo).

   Richa Filho lembrou ainda que o tratamento que a Europa e alguns países da América do Norte dão às cidades no que diz respeito aos investimentos do governo auxilia no desenvolvimento dos municípios. "O investimento federal deve ser diferenciado, por projetos de cada cidade, já que elas são distintas em tamanho, estrutura, organização, demanda e administração", afirmou.

Autor: SMCS Fonte: SMCS/ICI

Compartilhe: