Ir para conteúdo

Centro de Controle Operacional da Muralha Digital de Curitiba começa a funcionar

Fabrício Zanini, diretor-presidente do Instituto...
Fabrício Zanini, diretor-presidente do Instituto das Cidades Inteligentes (ICI). Foto: Ricardo Deverson/Defesa Social
Fabrício Zanini, diretor-presidente do Instituto das Cidades Inteligentes (ICI)
Governador Ratinho Junior e Prefeito Rafael Greca inauguram a Muralha Digital
Rafael Greca comenta sobre as câmeras instaladas em toda a capital paranaense
Inauguração aconteceu nesta terça-feira (5) e reuniu diversas autoridades
Futuramente, dispositivos inteligentes serão instalados no uniforme dos guardas
Localizado no prédio do ICI, CCO Muralha Digital de Curitiba começa a funcionar
Fabrício Zanini, diretor-presidente do Instituto das Cidades Inteligentes (ICI)
Governador Ratinho Junior e Prefeito Rafael Greca inauguram a Muralha Digital
Rafael Greca comenta sobre as câmeras instaladas em toda a capital paranaense
Inauguração aconteceu nesta terça-feira (5) e reuniu diversas autoridades
Futuramente, dispositivos inteligentes serão instalados no uniforme dos guardas
Localizado no prédio do ICI, CCO Muralha Digital de Curitiba começa a funcionar

A Muralha Digital, que forma um cerco digital de segurança ao redor da cidade, já é uma realidade em Curitiba. O prefeito Rafael Greca e o governador Carlos Massa Ratinho Junior inauguraram, na manhã desta terça-feira (5/1), o Centro de Controle Operacional (CCO) que integra o programa.

Além do CCO, câmeras pela cidade e radares, futuramente, dispositivos inteligentes serão instalados no uniforme dos guardas municipais e completarão a Muralha Digital de Curitiba. Policiamento aliado à tecnologia consolidam a nova estrutura que vai proporcionar, em tempo real e com agilidade, mais segurança aos curitibanos.

“A Muralha Digital é uma estrutura da Prefeitura de Curitiba que não dorme, é a contribuição de Curitiba, cidade inteligente, à segurança da Região Metropolitana. Serão 1.742 câmeras, 191 locais com 804 faixas de radares, 185 botões de pânico em escolas”, resumiu o prefeito Rafael Greca ao ressaltar que parte das 488 câmeras já instaladas permite o reconhecimento facial.

Segurança em tempo real

Greca enfatizou a importância da parceria e da cooperação de todos os poderes para a viabilidade do projeto. “Temos agora a possibilidade da segurança em tempo real. A cidade passa a ser completamente controlada. Não mais permanecerá o corpo de uma criança numa mala no saguão da rodoviária, como no caso da menina Raquel Genofre”, lembrou o prefeito, que destacou ainda que as centrais 156 (Prefeitura de Curitiba), 153 (Guarda Municipal) e 190 (Polícia Militar) continuam funcionando 24 horas.

Além de todas as escolas municipais que agora têm câmeras modernas, os equipamentos estão instalados em pontos estratégicos da cidade, como a rodoferroviária, as Ruas da Cidadania, cemitérios, a entrada e a saída da cidade.

O projeto é resultado da parceria entre a Prefeitura de Curitiba, o Governo do Estado e o Instituto das Cidades Inteligentes (ICI).

“A ideia é expandir para outras cidades. Além da Região Metropolitana de Curitiba, Londrina e Foz do Iguaçu serão contempladas no projeto que está no Ministério da Justiça”, declarou o governador Ratinho. “Teremos patrulhamento e a tecnologia, que é um aliado muito grande na prevenção e no combate à violência. Vamos levar mais tranquilidade aos curitibanos e aos paranaenses”, completou o governador.

Três fases

De acordo com o secretário municipal de Administração e de Gestão de Pessoal, Alexandre Jarschel de Oliveira, a instalação do Centro de Controle Operacional integra a primeira fase do projeto. A segunda fase deverá ser consolidada entre março e abril, com a manutenção e substituição de câmeras existentes, instalação de câmeras em ônibus, terminais e estações-tubo. A terceira fase terá a possibilidade de integração com câmeras particulares. O investimento total será de R$ 28 milhões.

Aos presentes na inauguração do CCO, o comandante da Guarda Municipal, Carlos Celso dos Santos Junior, demonstrou a variedade de recursos que a tecnologia proporciona à equipe que trabalha na unidade, como a possibilidade de tomar as medidas necessárias nos casos do acionamento do botão de pânico nas escolas e nos da Lei Maria da Penha. “Conseguimos mandar a viatura mais próxima para atender as ocorrências e proteger as mulheres”, citou.

O comandante destacou que as câmeras de reconhecimento facial, como as instaladas na rodoviária, podem identificar pessoas que são procuradas pela justiça e pela polícia, mesmo que estejam usando máscara devido à pandemia.

Inteligência

O presidente do ICI, Fabrício Zanini, destacou a importância da participação do Instituto no projeto. “O conceito contempla a gestão do trânsito, do transporte coletivo, a defesa civil e a assistência social com dispositivos inteligentes, todos conectados”, declarou.

O comandante-geral da Polícia Militar, Coronel Péricles de Matos, que também participou da inauguração, destacou a importância de uma estrutura como a da Muralha Digital. “Ela permite a consciência situacional, para que os gestores possam atender as situações de segurança pública e trará resultado na gestão pública municipal”, afirmou.

Antes de sair do CCO, o prefeito fez questão de agradecer aos servidores que integram a equipe. “Vocês são nosso orgulho. Cuidem da nossa cidade”, disse Greca.

Presenças

Participaram da inauguração do Centro de Controle Operacional da Muralha Digital o vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel, o procurador-geral de Justiça, Gilberto Giacoia, o secretário de segurança do Paraná, Romulo Marinho Soares, o sub-comandante geral da Polícia Militar, Coronel Hudson Leôncio Teixeira, o chefe da Casa Civil, Guto Silva, os vereadores Mauro Bobato e Mauro Ignácio. O juiz Hamilton Schwartz representou o presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná, desembargador Adalberto Jorge Xisto Pereira.

Também estavam presentes o secretário do Governo Municipal e presidente do Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano (IPPUC), Luiz Fernando Jamur, a secretária da Comunicação Social, Mônica Guimarães Santanna, a presidente da Agência Curitiba de Desenvolvimento, Ana Cristina Martins Alessi, o superintendente de Tecnologia da Informação da Secretaria de Administração e de Gestão de Pessoal, Leandro Vergara, e a administradora da Regional Matriz, Rafaela Lupion.

 

Fonte: Prefeitura de Curitiba

Compartilhe: