Ir para conteúdo

ICI e Celepar assinam termo de cooperação técnica

Diretor-presidente do ICI, Alexandre Amorim, e...
Diretor-presidente do ICI, Alexandre Amorim, e presidente da Celepar, Leandro Victorino de Moura
Diretor-presidente do ICI, Alexandre Amorim, e presidente da Celepar, Leandro Vi
Termo visa à criação de um programa de cooperação e intercâmbio científico
Reunião também contou com a  presença do diretor de Mercado da Celepar, João Lui
Diretor-presidente do ICI, Alexandre Amorim, e presidente da Celepar, Leandro Vi
Termo visa à criação de um programa de cooperação e intercâmbio científico
Reunião também contou com a  presença do diretor de Mercado da Celepar, João Lui

Na última terça-feira (26), o Instituto das Cidades Inteligentes (ICI) e a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar) firmaram um acordo de cooperação técnica para o desenvolvimento de estudos e atividades técnicas relacionadas à pesquisa, integração, desenvolvimento e inovação na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC). Na ocasião, o diretor-presidente do ICI, Alexandre Amorim, esteve com o presidente da Celepar, Leandro Victorino de Moura, o diretor de Mercado da companhia, João Luiz Marques, além de diretores e a Assessoria de Mercado do Instituto.

Amorim agradeceu o voto de confiança da Celepar em firmar a parceria com o ICI. “Para nós, isso representa uma perspectiva de bons trabalhos. Esperamos contribuir com tudo o que vocês idealizaram, na parte de software e outras iniciativas que possamos ter”, disse. O diretor-presidente também comentou que a iniciativa começou durante a gestão de Leandro Vergara, ex-presidente do ICI que faleceu no início de setembro. “Estamos colhendo o fruto do trabalho que foi desenvolvido pelo Leandro. Agradeço ao Rogério Mendes Pereira Junior, da nossa Assessoria de Mercado, pelo empenho e pela atenção dada a esse termo, e aos nossos diretores por estarem conosco apoiando essa iniciativa”, finalizou Amorim.

Para o presidente do Celepar, Leandro Victorino de Moura, a parceria está sendo um marco para a gestão. “É uma quebra de paradigmas, uma mudança de mindset na empresa. Tenho certeza que para a gente crescer como imaginamos, de forma exponencial, sem parceria isso não vai acontecer. Esse momento para nós é uma virada de chave muito importante”, celebrou.

O termo de cooperação entre as duas entidades visa à criação de um programa de cooperação e intercâmbio científico e tecnológico, possibilitando o planejamento e a execução de atividades de pesquisa, desenvolvimento, integração, absorção e transferências de tecnologias, dedicadas a órgãos da administração pública estadual e municipal, com ênfase no aprimoramento e melhoria dos serviços.

Compartilhe: