Ir para conteúdo

Integrado ao e-Cidadão, site da Rede de Proteção Animal apresenta novidades

Melhorias desenvolvidas pelo ICI contemplam...
Melhorias desenvolvidas pelo ICI contemplam cadastro de animais encontrados, envio de newsletter e adoção de pets

Recentemente, o Instituto das Cidades Inteligentes (ICI) entregou melhorias e novos recursos ao site da Rede de Proteção Animal da Prefeitura de Curitiba. Agora, o portal é totalmente integrado ao e-Cidadão, ou seja, funciona como um módulo administrativo para os servidores, além de trazer novidades para os cidadãos.

O coordenador do projeto, Julio Cesar de Brito, explica que essa é a segunda etapa de melhorias, realizadas com o apoio da Superintendência de Tecnologia da Informação (SMAP-TI) da prefeitura. Antes mesmo de iniciar o desenvolvimento dos novos recursos, a equipe trabalhou na conversão da solução para uma versão mais atual do framework de desenvolvimento.

A integração com o e-Cidadão também proporcionou melhorias à forma de acesso para pessoas jurídicas. O coordenador conta que tanto o responsável pelo CNPJ quanto seus colaboradores passam a utilizar o CPF para entrar no portal: “A aplicação identifica que há um vínculo do CPF com um CPNJ cadastrado e permite que o usuário selecione com qual perfil vai atuar (cidadão, ONG, protetor independente), adequando as funcionalidades disponíveis ao perfil selecionado. O responsável pelo CNPJ tem ainda recursos para registrar e controlar o vínculo de seus colaboradores ao CNPJ.”

Além da possibilidade de conhecer de forma virtual os animais disponíveis e agendar uma visita para realizar a adoção, os cidadãos também poderão cadastrar no site os animais encontrados na rua, facilitando a localização pelos seus tutores. Um recurso que já existia no site e que foi aperfeiçoado foi o cadastro de animal perdido. Nele, o tutor pode inserir informações do desaparecimento e responder um questionário sobre o pet perdido, visualizando em seguida os animais encontrados e registrados pela comunidade. O portal ainda permite o registro de mais de uma imagem para cada animal cadastrado.

Também fazem parte dos recursos administrativos do portal o cadastro de newsletter com texto e imagem personalizada de acordo com o perfil do usuário, o cadastro de microchips disponíveis em estoque e o controle de vacinação, profilaxias, anexos de exames e recurso de prontuário animal vinculado ao Centro de Referência para Animais em Situação de Risco (CRAR), que podem ser registrados no prontuário dos animais.

Para o coordenador, todo o trabalho teve grande sucesso: “Implantamos o projeto conforme o cronograma e tivemos um excelente trabalho de todo o time, que contou também com forte apoio da equipe do e-Cidadão em vários momentos.”

 

Compartilhe: