Ir para conteúdo

Notícias

Muralha Digital: Cemitério Boqueirão é o terceiro a receber câmeras para monitoramento

Programa da Prefeitura de Curitiba alia policiamento e tecnologia da informação para tornar a cidade mais segura. Foto: Luiz Costa/SMCS

Começaram a funcionar na sexta-feira (11/3) as câmeras para videomonitoramento no Cemitério Boqueirão, o terceiro entre os cemitérios municipais a receber os equipamentos que têm as imagens acompanhadas 24 horas pelas equipes do Centro de Controle Operacional (CCO) da Muralha Digital, programa da Prefeitura de Curitiba que alia policiamento e tecnologia da informação para tornar a cidade mais segura.

Já foram instaladas câmeras nos cemitérios São Francisco de Paula e Água Verde.

“Esta é a Curitiba que não dorme”, resume o secretário de Administração, Gestão de Pessoal e Tecnologia da Informação (Smap), Alexandre Jarschel de Oliveira. A Smap e a Secretaria Municipal de Defesa Social e Trânsito fazem a gestão do programa.

O sistema de videomonitoramento vai complementar o trabalho de segurança do local já desenvolvido por guardas municipais, que fazem patrulhamento 24 horas por dia no cemitério.

"As câmeras vão contribuir para minimizar ocorrências criminais, principalmente casos de furto e de vandalismo, além de contribuir com a identificação dos responsáveis pelos delitos", explica o secretário municipal de Defesa Social e Trânsito, Péricles de Matos.

A partir das informações verificadas em tempo real no CCO, são destinados os profissionais da segurança e das demais áreas da Prefeitura de Curitiba que possam dar o atendimento necessário, conforme cada ocorrência constatada.

As 1.344 câmeras da Muralha Digital estão instaladas em locais estratégicos da cidade, onde há grande fluxo de pessoas. Os equipamentos contribuem na inibição e na repressão de furtos, vandalismo e depredação. Além dos cemitérios, as câmeras estão em vias, parques, praças, Ruas da Cidadania, na rodoferroviária, em escolas.

No Cemitério Boqueirão, foram instaladas duas câmeras no portal de entrada que registram o momento em que os visitantes deixam o cemitério. Outro equipamento está instalado no corredor principal e registra as imagens dos que acessam o local. Atualmente, apenas a entrada principal, pela Rua Waldemar Loureiro Campos, é usada para acesso ao Cemitério Boqueirão.

De acordo com a coordenadora do projeto Muralha Digital no ICI, Alana Sdroievski, as três câmeras possuem reconhecimento facial e outros analíticos: “Esse sistema moderno pode analisar linha ou área de intrusão, objeto deixado/removido, entre outros. Importante destacar que a definição de posicionamento das câmeras é realizada pela SMDT com o apoio técnico no Instituto.”

Na avaliação do proprietário da floricultura instalada no Cemitério, Marcus Vinícius Cezar de Oliveira, as mudanças beneficiam quem frequenta o local. Ele diz que o acesso por uma única entrada melhorou a segurança, mas ainda assim muitas pessoas têm medo.

Licenciada para fazer a limpeza de túmulos no Boqueirão, Elyane Rocio Betero Pereira acredita que as melhorias serão boas para quem visita e para os que trabalham ali.

Outras melhorias

Reforçam as ações de segurança da Muralha Digital dispositivos físicos, como a instalação de concertinas (rede laminada) e mandíbulas (lanças de proteção) em cima de toda a extensão do muro do cemitério, feita pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente.

O entorno recebeu uma série de melhorias. Houve podas de árvores, para favorecer a luminosidade e evitar quedas de galhos, e também dos arbustos da entrada e da lateral do cemitério. Calçadas de petit-pavé foram recuperadas, para melhorar o acesso e a mobilidade dos visitantes. O portal de entrada, as capelas e salas de administração e dos guardas municipais receberam nova pintura.

Ruas do entorno do cemitério têm agora novos sistemas de iluminação. Na Henrique Martins Torres (uma das laterais do cemitério), por exemplo, foram substituídas 17 luminárias de 150 watts por Led 130 watts, que proporcionam melhor iluminação, menos consumo de energia e maior durabilidade às luminárias, além de ampliar a sensação de segurança.

Na Rua Dr. Danilo Gomes (a outra rua lateral ao cemitério), foram realizadas manutenções, reposição e ajustes nos projetores que foram direcionados para o corredor lateral interno do Cemitério.

 

Fonte: Prefeitura de Curitiba