Ir para conteúdo

Prefeitura de Curitiba reabre UPA Pinheirinho com sistema CDA

Prefeito Rafael Greca na reabertura da UPA...
Prefeito Rafael Greca na reabertura da UPA Pinheirinho (Foto: Pedro Ribas/SMCS)

A Prefeitura de Curitiba reabriu esta semana a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Pinheirinho com uma modalidade inovadora para gestão dos atendimentos. Com o sistema chamado Circuito Direcionado de Atendimentos (CDA), a expectativa é de reduzir o tempo de espera dos pacientes.

“Essa nova modalidade implantada na UPA Pinheirinho, o CDA, é baseada em um padrão mundial de atendimento, também conhecido como ‘fast track’. O principal objetivo é diminuir o tempo de espera de pacientes classificados como não-graves, possibilitando assim uma melhor assistência para os pacientes classificados como graves”, explicou Jefferson Vachowicz, coordenador de Sistemas Gestão Saúde do ICI.

Para contemplar a modalidade, o Instituto implantou novas funcionalidades em módulos da solução e-Saúde, como o de Classificação de Risco, Pronto Atendimento, Circuito Direcionado de Atendimento e Painel de Medicação Rápida.
Assim, é possível a separação do fluxo de pacientes de baixo risco dos prioritários e dos de urgência e emergência. Isso permite aos profissionais de Saúde direcionarem o atendimento de forma mais precisa a cada tipo de necessidade e reduzir o tempo de espera nos casos não-urgentes.

Além de atualizações no e-Saúde, foi necessária reestruturação física da UPA para implantação do CDA. A unidade do Pinheirinho agora conta com quatro salas de atendimento médico. Uma delas será prioritária ao atendimento de emergências infantis e duas às situações de emergência e urgência e priorizações.

A quarta sala está destinada aos pacientes não urgentes, e irá atender, em repartições distintas, até sete pessoas simultaneamente. Nessa sala, o paciente será atendido integralmente, desde a avaliação do caso até a entrega do medicamento e a alta. 

Com este sistema, médicos profissionais de enfermagem vão até o paciente, sem precisar se deslocar de sala em sala para o seguimento do atendimento, o que agiliza o processo.

“Transformamos essa unidade em um modelo que vamos levar às outras UPAs de Curitiba, já aplicado com ótimos resultados em pronto-socorros de hospitais, especialmente na Europa”, destacou a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak. O sistema também já existe em alguns hospitais de Curitiba.

 

Fonte: Prefeitura de Curitiba e ICI

Compartilhe: